2020/07/31 |

Especialista explica a importância da parceria entre arquitetura e marcenaria

Arquiteto e diretor da Casa Art Móveis Sob Medida, Caio Sérgio Ferreira aponta cinco fatores essenciais para potencializar os projetos

Como em todo trabalho, a sinergia entre profissionais da mesma área é essencial. E na hora de planejar uma reforma na sua casa ou apartamento, a sintonia entre o arquiteto e a marcenaria é fundamental para atingir um resultado satisfatório.

Enquanto o arquiteto tem seu cliente, a loja tem como cliente o arquiteto, e ambos buscam o mesmo: a satisfação plena daqueles que acreditaram em seus trabalhos.

O arquiteto e diretor da Casa Art Móveis Sob Medida, Caio Sérgio Ferreira, lista cinco pontos que fortalecem esta parceria e são imprescindíveis para potencializar a qualidade do serviço oferecido aos clientes.

  1. Planejamento

Se perguntar para qualquer profissional o que fazer para obter sucesso em um projeto, a palavra planejamento estará na maioria das respostas. Em uma reforma ou em um novo imóvel, isto não é diferente.

O primeiro passo é o arquiteto ouvir seu cliente, entender todas as suas necessidades, o seu estilo e seu gosto, já sabendo que a empresa de móveis planejados sob medida vai conseguir atender diversos perfis de cliente. Desde o cliente com pouco investimento e um design acessível e viável até aquele que quer fazer um altíssimo padrão com design sofisticado e tecnologia agregada ao mobiliário sob medida.

Portanto, planejar junto com o cliente e entender o que o mesmo espera na coleção final é fundamental.

  1. Orçamento

Logo no início, é fundamental entender, perceber e questionar o cliente a respeito do orçamento. Aqui na Casa Art Móveis Sob Medida, por exemplo, a gente consegue atender o cliente em diversas fases da sua vida, aquele que está comprando seu primeiro apartamento e até o que já está consolidado comprando seu segundo ou terceiro imóvel e pronto para fazer um investimento maior.

Portanto, quando o arquiteto passa a entender esse orçamento disponível para ser gasto no apartamento, em um ambiente comercial ou corporativo fica muito mais fácil levar para a empresa de móveis planejados um norte do que poderá ser apresentado ao cliente.

Foto: Google Imagens

Imagine que o arquiteto não qualificou o cliente, desenvolve um projeto que fica maravilhoso. Porém, quando chega para ser orçado na empresa de móveis planejados, este projeto necessita de 100% do investimento que o cliente tem disponível para gastar, o que gera uma frustração e uma insatisfação com o profissional arquiteto e com a empresa responsável pelo orçamento. Nem sempre o material mais caro atenderá melhor a necessidade do projeto.

  1. Qualidade do produto

As empresas de móveis personalizados sob medida buscam trabalhar com materiais da mais alta qualidade, como, por exemplo, ferragens que tenham uma vida útil muito maior.

Os materiais de qualidade são ressaltados nos móveis para as áreas úmidas, como cozinhas, banheiros e lavanderias, e móveis para área gourmet onde a parte interna do mobiliário é toda feita no material resistente à umidade hoje conhecido como MDP ULTRA, que tem uma resina com resistência muito maior à umidade, ao contato com fungos e bactérias, tendo uma resistência e durabilidade muito superior ao MDF comum.

Foto: Google imagens

Então, a empresa opta por trabalhar com esse material internamente nos móveis presentes nestes ambientes, oferecendo ao cliente uma durabilidade muito mais extensa e o retorno a longo prazo do investimento.

E o arquiteto pode mostrar ao cliente esse diferencial, trazendo o seu cliente à empresa ou mostrando o site com portfólio, as redes sociais e contando suas experiências passadas com a empresa tendo um retorno extremamente satisfatório.

  1. Personalização

É possível personalizar o móvel de diversas maneiras, com ferragens que atendam a ergonomia e as necessidades dos clientes. Móveis com múltiplos usos e que são pensados para atender totalmente a necessidade do cliente.

O uso de ferragens que trazem praticidade ao dia a dia e conforto são itens obrigatórios em projetos atuais. Atualmente, a Casa Art aplica, em praticamente todos os seus móveis, portas e gavetas com fechamento suave com amortecimento, trazendo conforto e sofisticação ao produto final. Além disso, a durabilidade destes materiais também é um fator determinante, ficando como opção do cliente utilizar ferragens em inox em áreas onde se possui maior índice de umidade, como cozinhas, banheiros e lavanderias.

Foto: Google imagens

A modernidade alcança até as ferragens automatizadas, como portas que se abrem com um simples toque e se fecham novamente por um click de um botão. Nos projetos, os clientes passam a personalizar seu móvel também no quesito acabamento, podendo utilizar de materiais mais básicos até os mais sofisticados, como o uso de peças laqueadas, MDF’s de alto brilho, madeira natural e MDF em tons amadeirados. Tudo isso é possível graças a personalização do móvel feita especialmente para cada cliente.

Dentro do móvel sob medida nenhum projeto sai igual a outro, nenhum armário é como o outro. Com a personalização o cliente pode optar pelas alturas internas das gavetas, pelas profundidades internas dos armários, pela ocupação de 100% da área e do seu espaço. É um benefício exclusivo das empresas que fabricam seus móveis.

  1. Diversidade

    Foto: Duratex

A partir do momento em que o arquiteto leva o cliente para conhecer a Casa Art Móveis Sob Medida, ele se depara com quase 200 opções de acabamentos. Então, o profissional pode especificar desde o material texturizado básico, como o preto ou o branco, até materiais como os MDF’s melamínicos, que traduzem fielmente o veio da madeira, sem contar a diversidade de opções em acabamentos com alto brilho e com textura em alto relevo. Também é importante ressaltar que, hoje em dia, acabamentos em MDF que imitam pedras naturais, como o mármore e granito, são tendência e se destacam na decoração.

Além das opções em madeiras, a diversidade de acabamentos para portas de armários, com diversas opções em cores de alumínio e vidro. Então, uma porta de armário, por exemplo, não mais precisa ser de alumínio na cor prata. Atualmente, a tecnologia permite que uma porta de alumínio possa ser de alumínio preto, azul, rosa, cobre e tudo isso combinando com a mesma cor escolhida também no vidro.

Portanto, a diversidade de cores e acabamentos que o arquiteto e o cliente têm disponível para agregar valor ao seu projeto é enorme e, sem dúvidas, a sinergia e a parceria entre as empresas é o que ditará o sucesso do projeto concluído.

INSCREVA-SE E RECEBA NOVIDADES EXCLUSIVAS