2019/01/29 |

CONFIRA ALGUMAS DICAS PARA DEIXAR SUA CASA COM UMA DECORAÇÃO CONTEMPORÂNEA

Enfim você pegou as chaves do seu novo apartamento, ou até mesmo decidiu que agora vai reformar toda a sua casa. Qual estilo te agrada mais? Quais são os estilos que mais estão em alta e que mais se destacam no cenário mundial da decoração de interiores. Neste “post” vamos mostrar para você uma linha de design que é atemporal e pode deixar sua casa extremamente mais aconchegante.

Muitas vezes confundido com o estilo moderno ou minimalista, o estilo contemporâneo é uma forma de decorar que valoriza o melhor do design atual e está sempre em transformação. O que era “contemporâneo” antes hoje não é mais!

Diferentemente de outras práticas que possuem origem definida, grandes representantes e contexto histórico, o estilo contemporâneo é, na verdade, o resultado da união entre as melhores e mais reconhecidas tendências dos últimos anos, reunindo elementos de qualquer estilo para formar ambiente lindos, únicos e funcionais. Essa valorização das características e elementos testados e aprovados pelo público nos leva a conjuntos esteticamente atraentes e convidativos, mas sem a frieza excessiva associado ao minimalismo e modernismo, duas fontes que alimentam o ideário contemporâneo atual.

Sendo um “estilo em evolução”, o contemporâneo de hoje não é o mesmo de 20 anos atrás. Se agora valorizamos cores como o verde, o terroso, o cinza e outros tons naturais, antes esse privilégio era do color blocking moderno, com tons berrantes sobrepostos. A moda passa, os estilos de móveis e decoração mudam, e o estilo contemporâneo acompanha essa tendência. Este é o estilo preferido de pessoas que valorizam os lançamentos e novidades que as lojas de decoração tem a oferecer, e não se preocupam em misturar elementos. A neutralidade elegante da decoração contemporânea é adequada para casas, escritórios, lofts, lojas, entre outros tipos de imóveis.

Dentro do atual conceito contemporâneo, encontramos traços como a simplicidade do ambiente, sofisticação técnica, uso de texturas, espaços secretos de armazenamento, linhas limpas e uma valorização do espaço livre do cômodo. Abaixo você confere os 7 principais conceitos deste estilo em eterna transformação:

1 – Tons Neutros e detalhes coloridos

Preto, branco, cinza, marrom, pastéis, os tons neutros são os melhores amigos da decoração contemporânea. O preto é muito usado como cor base, tendo em vista que dá visibilidade e sofisticação ao resto da decoração. As cores vibrantes são permitidas de forma pontual para se destacarem do cenário em objetos decorativos, quadros e almofadas. O objetivo é que o conjunto seja agradável e harmônico, e nunca exagerado ou confuso.

2 – Espaço aberto com linhas definidas

Dois dos traços mais marcantes do estilo contemporâneo são a valorização do espaço aberto e a presença de linhas limpas, bem visíveis. As linhas podem aparecer na decoração de várias formas, seja na borda de um sofá geométrico, no pé direito alto ou em uma grande janela. Quando não exageramos nos itens decorativos, essas linhas básicas ajudam a definir o ambiente e dar foco na decoração principal. O espaço aberto, uma herança do minimalismo clássico, é outro recurso importante para apreciarmos a leveza ordenada do conjunto contemporâneo.

3 – Mobília clean e geométrica

Quando o assunto são móveis, o estilo contemporâneo valoriza peças que sejam ao mesmo tempo simples e marcantes. É essencial que essa mobília seja clean e suave, em formatos geométricos. Nada de peças com formas diferentes e/ou cobertas de detalhes, como franjas e relevos, ou armários coloridos. Em termos de cor, os móveis contemporâneos seguem a mesma linha do estilo com seus tons neutros, em especial o preto, o nude e o cinza. Os armários devem ser discretos, com linhas limpas e puxadores simples. Existem poucos limites sobre o material usado nos sofás e poltronas, por isso vemos opções diversas como lã, algodão, linho, seda, couro, juta, entre outras. As formas geométricas também aparecem nas almofadas, que podem ser coloridas ou ter padrões interessantes para se destacarem. A intenção é fugir do excessivo e focar no que for básico, prático e bonito.

4 – Piso uniforme e simples

O piso de uma casa contemporânea tende a revestimentos simples, crus e lisos, como cimento queimado, madeira laminada, porcelanato ou vinil. Os tapetes em formatos geométricos são muito usados para completar a decoração em alguns cômodos, como a sala e o banheiro, e podem ser coloridos para se destacarem. O uso de carpetes no piso da casa não é uma opção típica do design contemporâneo, mas pode funcionar muito bem se o carpete escolhido for baixo (acumula menos poeira), neutro e resistente.

5 – Iluminação clara e focada

A luz é um assunto sério para a decoração contemporânea, e a maioria das casas neste estilo possui um projeto de iluminação que valorize pontos focais da decoração. É comum encontrarmos luzes indiretas, paredes iluminadas, trilhos de iluminação, luzes embutidas, luminárias pendentes e de chão, além das clássicas luzes direcionadas para peças de arte, como quadros e esculturas. A escolha da moldura das obras é ainda mais importante nesse sentido, já que armações metálicas e/ou reflexivas potencializam a luz extra.

6 – Texturas e metais se destacam

Sendo um estilo muito influenciado pelo minimalismo e modernismo, o design contemporâneo trabalha bem a presença de texturas, estejam elas em móveis, almofadas, tapetes ou paredes inteiras. Esse recurso combina muito bem com projetos de iluminação e espaços abertos característicos do estilo, especialmente no caso da parede. Os papéis de parede são uma opção válida e interessante, desde que não tenham padrões ou cores chamativas demais. Além da textura, o uso de metais também é um traço marcante da decoração contemporânea. O aço inoxidável é a escolha mais querida devido ao seu visual limpo e brilhante, e pode ser encontrado em cozinhas, banheiros, mesas e lamparinas.

7 – Plantas focais

A decoração viva de ambientes contemporâneos deve atender à mesma função das obras de arte, por isso é comum vermos plantas maiores e dramáticas contidas em vasos neutros. Essa planta singular com folhas e flores interessantes funciona melhor como ponto focal do que a presença de arranjos menores, que podem poluir o conjunto. Uma dica é colocar um ponto de luz vindo de baixo para cima perto do vaso para enfatizar o verde, e lembre-se de usar pedras e/ou cascas de pinus para ocultar a terra e completar o conjunto.

Como dissemos no início, o design contemporâneo está sempre em movimento, e deixo como dica 3 elementos que não fazem parte da ideia de decoração contemporânea para que não confunda na hora de decorar seu espaço:

– Tons vibrantes e colorir o espaço não é design contemporâneo

– Minimalismo não é design contemporâneo

– Ofuscar o ambiente com uma peça decorativa extravagante que passe dos limites, definitivamente não é design contemporâneo.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário e conte pra gente como é a decoração de sua casa.

*Fonte: Pinterest , Triplex Arquitetura

 

INSCREVA-SE E RECEBA NOVIDADES EXCLUSIVAS